terça-feira, 7 de novembro de 2017

Sporting - Porto:» Beijinhos que, acredito, vão acabar trocados por dentadas.


Reza a história que as Santas Alianças só são isso mesmo enquanto existe Sol e não há vento. Quando esse (vento) aparece, pois é fruto da natureza, lá vem o velho ditado, de que, quem não se sente não é filho de boa gente.

No princípio desta época leões e dragões uniram-se em pacto de amor – de não agressão entre si - a fim de derrubar o Benfica. Só que, não existe namora que sempre dure, nem paixão que nunca acabe.

Este fim de semana aconteceram verdadeiros roubos de igreja tanto em Alvalade como no dragão.

Em Alvalade anularam um golo limpo ao Braga. Não expulsaram o André Pinto, jogador do Sporting, perdoando-me o 2.ª amarelo. Não marcaram uma falta escandalosa do Doumbiá, que se apoiou num jogador do Braga, acontecida mesmo frente ao árbitro, árbitro esse que, marca uma grande penalidade muito duvidoso contra o Braga, no mesmo lance, em que havia acontecido a falta atrás descreita

No Dragão o defesa do Porto, Filipe, fartou-se de distribuir “fruta” fazendo dois, sim estão a ler bem, dois penaltis, quando havia 0 – 0 e o árbitro não marcou nenhum, acabando o Porto por ganhar o jogo por 2-0. Em Alvalade empataram 2-2 com a marcação do falso penalty aos 90+5 minutos. Em ambos os jogos imperou a pouca vergonha arbitral, incluindo o VAR ( vídeo-árbitro).

Como o Sporting ficou a quatro pontos do líder Porto, e esse,  queria que ficassem a cinco, bastando para isso, que o Sporting perdesse o jogo, o que de facto, pela verdade desportiva, deveria ter acontecido, logo surgiu a provocação do director de comunicação do Porto, com resposta do director de comunicação do Sporting. 

Os roubos, com mais ênfase neste último fim de semana, fazendo lembrar décadas passadas de 80/90, foram obra prima em Alvalade e Porto, sendo que nesse período foi o Porto o grande beneficiado. 

Ambos os directores de comunicação desses clubes, "furando" o pacto de não agressão, logo afiaram as garras, um contra o outro. E ainda nem chegámos ao fim da 1.ª volta do campeonato.

Os beijinhos e piropos de amor eterno, no inicio entre si trocados, parece que se estão, ou começaram  a se desvanecer, passando a ser alfinetadas de agulhas de bico afiado. Ainda os vou ver a trocar os beijinhos por dentadas. Esperem e virão se tal não vai acontecer. E depois…

""""Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades """"

Aguardemos serenamente.
.

10 comentários:

  1. Estou mesmo curiosa para saber como vai acabar este "namoro"... Belo texto, Gil António.

    ResponderEliminar
  2. Quaquer dia vao terminar a dentada verde com dentadas azuis. O melhor ainda esta pra vir, tempo

    ResponderEliminar
  3. Bom texto, assim como a Cidália, nossa amiga comum, diz tudo!
    Obrigada por estar lá no meu espaço, quanto mais amigos, melhor, interagir é tudo de bom!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela sua visita neste nosso cantinho.

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Amigo, um belo trabalho jornalistico você faz aqui. Parabéns! Abraços tenha um lindo dia.

    ResponderEliminar
  5. Olá Gil! Obrigada pela visita e as poesias que são lindas! Tenha uma semana feliz.

    ResponderEliminar
  6. Gil
    Pois... pois... !!! ele que são brancos que se entendam, que eu apenas quero ver bom futebol.
    Saudações desportivas

    ResponderEliminar

  7. No futebol parece que ninguém se entende.

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar